Blog

Síndico do condomínio: descubra como economizar no gás

Síndico de condomínio: saiba como economizar gás

Nos últimos meses, ocorreram aumentos consecutivos nas tarifas de luz e gás, afetando significativamente o orçamento de inúmeras famílias no Brasil. Tanto a energia elétrica quanto o gás são serviços essenciais para o bem-estar da população e, portanto, o aumento dos preços teve um impacto significativo. Para os brasileiros, especialmente para os síndicos de condomínio, aprender a economizar gás tornou-se um desafio.

A questão do aumento nas tarifas de gás e energia elétrica é mais complexa do que parece, pois envolve vários fatores que influenciam os preços. Especificamente em relação ao gás GLP, o preço final é composto por vários elementos, o que gera muitas dúvidas.

Dado que o gás GLP representa uma porcentagem considerável do orçamento familiar, é crucial buscar alternativas para reduzir o consumo e diminuir as despesas. Nesse contexto, o papel do síndico do condomínio é fundamental!

Neste artigo, vamos explicar quais fatores influenciam o preço do gás, fornecer algumas dicas para economizar e mostrar como o síndico pode agir para reduzir os custos com a conta de gás no condomínio. Não deixe de conferir!

Sobre o Preço do Gás

Existem várias questões envolvidas no preço do gás. Ao contrário da energia elétrica, que é muito afetada por fatores ambientais, o preço do gás é mais influenciado pela dolarização dos preços da Petrobras. No entanto, antes de compreender as principais razões para o aumento, é importante entender como o preço do GLP é calculado.

O GLP é um derivado de petróleo e parte do seu valor deriva dos custos de produção da Petrobras. Esses custos têm um grande impacto na composição do preço final e são diretamente afetados por fatores externos, como a taxa de câmbio e a cotação internacional do petróleo.

Outros fatores que contribuem para o preço, embora com menos peso, incluem o valor do ICMS, um imposto estadual, e os custos logísticos envolvidos na distribuição e revenda do GLP.

Como mencionado anteriormente, a principal razão para o aumento atual do preço do gás está relacionada à dolarização dos preços da Petrobras. Desde 2016, durante o governo Temer, a estatal passou a cobrar pelo petróleo em dólar, acompanhando as flutuações do mercado externo. Uma vez que o GLP é derivado do petróleo, ele também é afetado por essa prática, onde o aumento do preço da matéria-prima resulta em um aumento no preço do gás.

A Petrobras atualmente adota a Política de Preços de Paridade de Importação (PPI), que vincula o preço do petróleo nas refinarias ao valor do barril de petróleo no mercado internacional e à cotação do dólar.

Em 2020, o preço do combustível diminuiu devido às medidas de distanciamento social, que reduziram o consumo. No entanto, com a retomada da economia, a demanda internacional aumentou, levando a um aumento no preço no mercado externo. Como o preço para o mercado interno se baseia no preço de venda para países estrangeiros, os consumidores brasileiros também sentiram os efeitos desse aumento em seus bolsos.

A PPI não é consenso nem entre os especialistas e tem gerado controvérsias desde sua implementação. Alguns economistas já sugerem uma revisão dessa política de preços para aliviar o ônus sobre os consumidores brasileiros.

É importante que o síndico do condomínio esteja ciente dessas nuances e compreenda a composição do preço do GLP e os motivos por trás do aumento das tarifas. Dessa forma, ele estará apto a explicar e esclarecer dúvidas dos condôminos, prontamente disponível para lidar com questões relacionadas ao aumento na conta de gás.

Uso consciente do aquecedor a gás

Dica para economizar gás no uso do aquecedor: tome banhos mais curtos

Uma estratégia fundamental para economizar gás ao utilizar um aquecedor é adotar um uso consciente. Mas o que isso significa na prática?

Mantenha-se atento aos hábitos de banho de todos os moradores da residência. Durante certas épocas do ano, especialmente no inverno e nos dias mais frios, é natural que as pessoas queiram passar mais tempo debaixo do chuveiro, já que um dos objetivos do aquecedor a gás é proporcionar conforto. No entanto, em famílias maiores, isso pode ter um impacto significativo no consumo.

Portanto, é importante focar em banhos mais curtos. Geralmente, uma duração de 5 a 10 minutos é suficiente para tomar um banho satisfatório. Se você e sua família costumam tomar banhos de 15 minutos, reduzir para 10 minutos pode resultar em uma redução de 50% na conta de gás, além de contribuir para a economia de água, algo cada vez mais relevante nos dias de hoje.

Dicas para o síndico economizar gás no condomínio

Fique atento à cor das chamas: uma dica importante para economizar gás

Uma dica valiosa para reduzir a conta de gás é observar atentamente a cor das chamas, pois ela pode servir como um indicativo de possíveis vazamentos ou mau funcionamento.

Idealmente, as chamas devem ter uma tonalidade azulada, o que indica que as bocas do fogão estão operando corretamente. Chamas amareladas ou alaranjadas podem ser um sinal de que as bocas do fogão estão sujas, entupidas ou funcionando de maneira inadequada. Nessas condições, o eletrodoméstico precisa fazer um esforço extra durante o preparo dos alimentos, resultando em desperdício de gás.

Nesse sentido, o síndico pode desempenhar um papel importante ao conscientizar os moradores sobre a importância de manterem seus fogões em bom estado e realizarem as manutenções necessárias. Muitas pessoas desconhecem esse “truque” de observar a cor das chamas, e é essencial compartilhar essa informação com os condôminos para ajudá-los a economizar. Além disso, o síndico também deve estar atento ao funcionamento dos aparelhos de uso comum no condomínio, garantindo que estejam sempre em perfeito estado, sem vazamentos ou desperdício de gás.

Compartilhe
Rafael Zanin

Rafael Zanin

Rafael Zanin - Diretor da ASSINCON. Administrador de empresas com especialização em administração de condomínios e conflitos. Atua na área condominial desde 2005. Trabalha também como perito judicial, corretor de imóveis e lidera uma equipe de Síndicos Profissionais. Fundador do Grupo Novo, um grupo empresarial composto por diversas empresas prestadoras de serviços na área imobiliária. Apresentador do “Momento Condominial” Todas as Segundas ⏱ 20:30h no canal 508 VIVO, 3 NET/CLARO, 28 SKY/OI.

Sobre a Villa Nova Condomínios

A Villa Nova é especialista em administração de condomínios de casas, apartamentos e unidades comerciais, oferecendo ao síndico e moradores um serviço profissionalizado e fundamental para uma boa gestão do andamento condominial.

Oferecemos ao síndico e moradores um serviço profissionalizado e fundamental para uma boa gestão do andamento condominial.

Com mais de uma década de experiência no setor, a Villa Nova é referência quando o assunto é administradora de condomínios, prestando atendimento personalizado e trabalhando em prol de suprir as demandas individuais de cada edificação em específico. Saiba mais, entrando em contato!

Guarulhos e Região Metropolitana

Taubaté e Vale do Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *